foto1.pngfoto3.jpgfoto4.pngfoto6.jpg

 

Rádio Portalegre - A Mais Ouvida do Alentejo

A RÁDIO QUE ESTÁ SEMPRE AO SEU LADO - WWW.RADIOPORTALEGRE.PT

Portalegre:Vereador Luís Pargana alega "falta de confiança e de lealdade" para romper acordo de governação da Câmara celebrado com o CLIP e o PSD

A imagem pode conter: 1 pessoa

(Por Gabriel Nunes) - O vereador da CDU, Luís Pargana, rompeu o acordo de governação da Câmara de Portalegre, celebrado com o CLIP e PSD, alegando “falta de confiança e de lealdade no relacionamento entre os eleitos das diferentes forças partidárias”.

 

Numa carta endereçada à presidente da Câmara de Portalegre, Adelaide Teixeira, eleita pelo CLIP, Luís Pargana refere que dos pelouros e respetivas competências que lhe estavam entregues, “pouco ia restando, tendo em conta a prática sistemática de desvio de informação e decisão paralela sobre assuntos que deveriam ser tratados no âmbito das competências delegadas”.

Na missiva, entregue na última reunião da Assembleia municipal, o autarca diz que “faltou sobretudo a lealdade mínima, que deveria ter sido máxima, de não pretender atirar o odioso do que corre mal para os outros, ao mesmo tempo que se faz para que corra mal, de forma a poder guardar para si aquilo que for positivo, ainda que feito pelos outros”.

O comunista acrescenta que “os meses em que trabalharam alegadamente em conjunto, foram na verdade meses de costas voltadas”, lamentando que no seu caso, não lhe tenha sido dado “poder nenhum”.

Questionando “a boa-fé” do acordo assinado para uma solução governativa da Câmara de Portalegre, Luís Pargana acrescenta que durante um ano não houve, da parte de Adelaide Teixeira, “empenho nem disponibilidade, nem interesse na convergência de ação, não tendo sido cumprido nenhum dos compromissos assumidos”.

Por último, o autarca considera que “prolongar mais esta situação seria um exemplo de hipocrisia política”, no qual, refere “não se rever, e que não serve Portalegre, nem os Portalegrenses”.

Confrontada, sábado, com a decisão do vereador Luís Pargana, a presidente da Câmara de Portalegre não se quis pronunciar, remetendo declarações sobre a situação para segunda feira.

Luís Pargana renunciou aos pelouros que lhe tinham sido atribuídos deixando de ser vereador a tempo inteiro, mas mantêm-se no executivo municipal.

O autarca da CDU tinha os pelouros da Educação, Ambiente e Saneamento Básico, Transportes e Comunicações e Defesa do Consumidor.

Apesar de Luís Pargana ter passado para a oposição, o CLIP mantém a maioria absoluta no executivo municipal, "segurada" pelo vereador do PSD, Armando Varela.

O elenco camarário é composto por três eleitos do CLIP, dois do PS, um da CDU e outro do PSD.

Na Assembleia Municipal, presidida pelo socialista, Luís Testa, as coisas ficam mais complicadas para o CLIP, que em conjunto com o PSD, têm 14 eleitos, os mesmos que PS e CDU.