foto1.pngfoto3.jpgfoto4.pngfoto6.jpg

 

Rádio Portalegre - A Mais Ouvida do Alentejo

A RÁDIO QUE ESTÁ SEMPRE AO SEU LADO - WWW.RADIOPORTALEGRE.PT

Portalegre:CLIP acusa CDU de se mexer com "um pé na oposição e outro na solução governativa da câmara"

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e telefone

(Por Gabriel Nunes) - O CLIP diz não ter ficado surpreendido com o facto do vereador da CDU, Luís Pargana, ter “rasgado” o acordo de governação da Câmara de Portalegre, acusando a coligação de se mexer com “um pé na oposição e o outro na solução governativa”.

 

Luís Pargana renunciou, sexta feira, aos pelouros que lhe estavam atribuídos, alegando “falta de confiança e de lealdade no relacionamento entre os eleitos das diferentes forças partidárias”, (CLIP, CDU e PSD), subscritores do acordo de governação da Câmara de Portalegre.

Numa carta endereçada à presidente da Câmara de Portalegre, Adelaide Teixeira, eleita pelo CLIP, Luís Pargana refere que dos pelouros e respetivas competências que lhe estavam entregues, “pouco ia restando, tendo em conta a prática sistemática de desvio de informação e decisão paralela sobre assuntos que deveriam ser tratados no âmbito das competências delegadas”.

Em comunicado enviado à Rádio Portalegre, o CLIP refere que “apesar dos lamentos do vereador Luís Pargana em relação à falta de condições para desempenhar as suas tarefas, a verdade é que sempre lhe foram dados os meios necessários, dentro das possibilidades da Câmara, como comprovam as várias alterações orçamentais”.

No mesmo comunicado o movimento independente afirma que o trabalho do vereador da CDU “não se traduziu numa mais-valia para os portalegrenses, revelando dificuldade em gerir as condições que lhe foram fornecidas”.

O CLIP lamenta ainda a “falta de engenho” do vereador luís Pargana para gerir de forma eficiente e otimizada os meios disponíveis, no atual contexto de escassos recursos.

A concluir o CLIP refere que, “desde a primeira hora que a opção política dos eleitos pela CDU, foi a de ter um pé na oposição e outro na solução governativa”, acrescentando que essa orientação “é facilmente comprovada pelas várias afirmações públicas dessa força política”.

Luís Pargana renunciou aos pelouros que lhe tinham sido atribuídos deixando de ser vereador a tempo inteiro, mas mantêm-se no executivo municipal.

O autarca da CDU tinha os pelouros da Educação, Ambiente e Saneamento Básico, Transportes e Comunicações e Defesa do Consumidor.

Apesar de Luís Pargana ter passado para a oposição, o CLIP mantém a maioria absoluta no executivo municipal, "segurada" pelo vereador do PSD, Armando Varela.

O elenco camarário é composto por três eleitos do CLIP, dois do PS, um da CDU e outro do PSD.

Na Assembleia Municipal, presidida pelo socialista, Luís Testa, as coisas ficam mais complicadas para o CLIP, que em conjunto com o PSD, têm 14 eleitos, os mesmos que PS e CDU.