foto5.png

Nova linha de crédito para estudantes do superior no Alentejo

Texto alt automático indisponível.Há uma nova medida para incentivar os estudantes do ensino superior, que optaram por instituições do Alentejo.

Trata-se de uma linha de crédito que tem o Estado como fiador, juros baixos e financiamento europeu.

 

Na notícia, avançada pelo Expresso, pode ler-se que o valor que cada estudante pode pedir emprestado varia entre mil a cinco mil euros por ano e o período dos empréstimos entre seis e dez anos, a que se segue um período de carência de dois anos, sem qualquer pagamento, e depois o período de pagamento efetivo que deve ser no máximo o dobro da duração do curso.

Albano Silva, presidente do Instituto Politécnico de Portalegre (IPP), diz que “é uma boa medida” de apoio social, para os alunos e famílias com dificuldades financeiras.

O presidente do IPP diz que é preciso fazer mais pelas instituições do interior, mas reconhece que há sinais positivos que tem contribuído para atrair alunos.

Esta nova linha de crédito é destinada aos estudantes do ensino superior das zonas norte, centro e Alentejo, as três regiões de intervenção do Programa Operacional Capital Humano (POCH).

A linha conta com uma dotação de 10 milhões de euros financiados pelo Fundo Social Europeu (FSE), à qual acresce a componente pública nacional, perfazendo um total de 11.7 milhões.

Carla Aguiã