foto5.png

Ponte de Sor: APAV reúne especialistas contra a violência

Texto alt automático indisponível.

A Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV) promove, sexta feira, as primeiras Jornadas do Alto Alentejo contra a Violência.

 

O Teatro-Cinema Municipal de Ponte de Sor vai receber o evento que irá reunir diversos especialistas para debater três áreas principais: Violência Doméstica - da lei à intervenção; Crianças e Jovens Vítimas de Crime; Pessoas Idosas Vítimas de Violência e de Crime.

Segundo Alexandra Gaio, gestora da APAV no Alto Alentejo Oeste, as jornadas visam também consolidar a posição e o trabalho do gabinete de apoio à vítima no distrito de Portalegre.

Sobre o trabalho da APAV no Alto Alentejo, Alexandra Gaio refere que, em pouco mais de um ano, chegaram à associação relatos de 70 crimes, a maioria de violência doméstica sobre mulheres.

A mesma responsável diz que o maior número de casos tem origem em Ponte de Sor e Alter do Chão, com situações de mulheres agredidas em contexto de casamento ou união de facto.

A sessão de abertura das Jornadas, às 9h45, irá contar com a presença de Maria Manuel Leitão Marques, Ministra da Presidência e da Modernização Administrativa; João Lázaro, Presidente da APAV e Hugo Hilário, Presidente da Câmara Municipal de Ponte de Sor.

O encerramento, agendado para as 17h30, estará a cargo de Teresa Fragoso, Presidente da Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género.

A APAV do Alto Alentejo Oeste abriu em maio de 2017, tem gabinetes de apoio em Ponte de Sor, Alter do Chão, Avis, Crato, Fronteira, Gavião, Nisa e Sousel.

Carla Aguiã