foto1.pngfoto3.jpgfoto4.pngfoto6.jpg

 

RÁDIO PORTALEGRE

A RÁDIO LOCAL MAIS OUVIDA NA REGIÃO SUL DE PORTUGAL

               OBRIGADO PELA SUA PREFERÊNCIA 

Dia Mundial Saúde Mental:Entre 20 a 25 da população do Alto Alentejo sofre de algum tipo de perturbação mental

Texto alt automático indisponível.

(Por Gabriel Nunes) - Entre 20 a 25 por cento da população do Alto Alentejo sofre de algum tipo de perturbação mental, sendo a depressão a patologia mais prevalente.

 

O psiquiatra Manuel Sardinha, porta-voz da “Realmente”, a Associação de Profissionais de Saúde Mental, adiantou que os números registados estão dentro da média nacional, indicando que a depressão afeta mais os homens do que as mulheres.Manuel Sardinha, que falava a propósito do Dia Mundial da Saúde Mental, que se assinala, esta quarta feira, alertou ainda que os recursos públicos ou privados para tratar as pessoas que sofrem de algum tipo de perturbação mental “são insuficientes”.

O Dia Mundial da Saúde Mental é assinalado hoje em Portalegre com um colóquio, a partir das 15:30, no auditório da Escola Superior de Tecnologia e Gestão, sobre as problemáticas que afetam as faixas etárias mais jovens.

Segue-se um ciclo de cinema, com inicio às 18:00, no Centro de Artes e do Espetáculo, onde vão ser exibidas curtas metragens sobre a saúde mental, como forma de promover a inclusão e a saúde.

A iniciativa é organizada pela APPACDM de Portalegre no âmbito do Projeto Espaço comUNIDADE, em parceria com o Festival Internacional de Cinema e Saúde Mental de Faro.

Em declarações à Rádio Portalegre, Liliana Gonçalves da APPACDM, referiu que sendo a Saúde Mental um tema que se tem revestido de grande importância, torna-se clara a necessidade de chamar a atenção da população para o estigma que existe em torno desta doença.

O Dia Mundial da Saúde Mental foi instituído em 1992 pela Federação Mundial de Saúde Mental com o objetivo de aumentar o conhecimento público sobre saúde mental.