foto1.pngfoto3.jpgfoto4.pngfoto6.jpg

 

RÁDIO PORTALEGRE 29 ANOS DE EMISSÕES REGULARES

A RÁDIO LOCAL MAIS OUVIDA NA REGIÃO SUL DE PORTUGAL

OBRIGADO PELA SUA PREFERÊNCIA 

Baja Portalegre: Nani Roma lidera nos carros, Luís Oliveira nas motos, Ruben Alexandre nos quads e Ricardo Carvalho nos SSV

A imagem pode conter: automóvel e ar livre

Cumpridos os primeiros 100 quilómetros da edição de 2018 da Baja Portalegre 500, nos carros: o estreante Nani Roma, vai na frente. Esta sexta-feira concluiu com uma vantagem de 1m04,9s face ao seu colega Stéphane Peterhansel.

 

Candidato à conquista da quinta vitória consecutiva nesta prova e autor do melhor tempo no prólogo, Ricardo Porém encontra-se na quarta posição, a mais de 3 minutos do líder, e atrás de João Ramos (Toyota Hilux), o melhor classificado entre os quatro candidatos ao título nacional de todo terreno.

No segundo dia de corrida, sábado, os carros vão enfrentar dois setores seletivos de 160 e de 190 quilómetros.

O primeiro arranca, em Ponte de Sor, às 07:45, e termina em Alter do Chão, enquanto o segundo e derradeiro setor seletivo da Baja de Portalegre, tem partida do Crato, às 14:00 e chegada à herdade das Coutadas, em Portalegre.

 

Nas motas: Luís Oliveira é o comandante da classificação.

O piloto que venceu em 2016 está concentrado em alcançar o segundo triunfo da carreira na clássica alentejana mas tem em Sebastian Buhler um adversário que não lhe dá margem para descanso. O segundo classificado cedeu 27 segundos e está, na geral, a 27,4 s de Oliveira.

Nas contas do campeonato, António Maio tem uma mão no título. Com vantagem pontual sobre Mário Patrão, o seu adversário neste particular, terminou o primeiro dia de prova em terceiro da geral a três minutos de Oliveira, enquanto o piloto da KTM é apenas quinto, a 4m23,7s do líder.

Entre os quads, Ruben Alexandre dominou o dia. Depois do melhor tempo no prólogo, o piloto voltou a ser o mais rápido no setor seletivo da tarde. Deixou “Beto” Borrego a 27 segundos e fechou o dia na primeira posição com 28 segundos de vantagem para o adversário. Teo Viñaras, foi terceiro e subiu ao último lugar do pódio, enquanto o campeão nacional, Arnaldo Martins, é quarto, a quase dois minutos do líder.

Nos SSV Ricardo Carvalho foi o melhor. O piloto não tinha ido além do oitavo posto no prólogo.

À tarde, saiu dessa mesma posição para estabelecer a melhor marca e acabar a etapa na frente com 20,5s de vantagem sobre a dupla Luís Miguel Cidade/Fábio Ribeiro, que ocupa a segunda posição.

João Dias e João Filipe terminaram em terceiro. A equipa venceu o prólogo mas no setor da tarde perdeu 1m12s e, na geral, está a 1m01s de Carvalho.

Este sábado, segundo dia de corrida as motos, os quads e os SSV vão cumprir um único setor seletivo na distância de 320 quilómetros, com partida às 10:30 do Crato e chegada a Portalegre, à zona do prólogo calculada para as 14:40.