foto1.pngfoto3.jpgfoto4.pngfoto6.jpg

 

RÁDIO PORTALEGRE 29 ANOS DE EMISSÕES REGULARES

A RÁDIO LOCAL MAIS OUVIDA NA REGIÃO SUL DE PORTUGAL

OBRIGADO PELA SUA PREFERÊNCIA 

Portalegre: Construção da barragem do Pisão já esteve mais longe – secretário de Estado do Ambiente

A imagem pode conter: 1 pessoa, a sorrir, closeup

O secretário de Estado do Ambiente Carlos Martins disse, hoje, em Portalegre, que espera regressar em breve para sinalizar novos avanços, no setor da água, referindo-se à barragem do Pisão.

 

Carlos Martins diz que “já estivemos mais longe” de concretizar o empreendimento, afirmando que a discussão em torno da construção da barragem está viva.

O secretário de Estado falava, esta terça-feira, na Câmara Municipal de Portalegre, durante a cerimónia de assinatura do contrato da empreitada para a construção de quatro Estações de Tratamento de Águas Residuais (ETAR), nomeadamente em Carreiras (Portalegre), Figueira e Barros, e Valongo (Avis), e Esperança (Arronches), implicando um investimento de 1,2 milhões de euros.

Para o governante, apesar do volume de obra não ser muito expressivo, mostra que “o investimento está a chegar a territórios que não mereceram critérios de prioridade no passado”.

Carlos Martins aproveitou ainda para elogiar a capital de distrito do Alto Alentejo, referindo que Portalegre “pela natureza de município âncora da região, tem maiores competências internas, no que diz respeito aos serviços municipalizados e dispõe, hoje, de maior saber e modernidade na gestão”.

Com o elogio o secretário de Estado do Ambiente quis também manifestar que, “gostaria que Portalegre pudesse partilhar” estas competências com outros municípios da região, ou seja, concentrar a gestão dos serviços, para atingir sustentabilidade técnica e socioeconómica.

Para além da construção das novas ETAR, foi também anunciada uma intervenção na ETAR de Alagoa (Portalegre).

O presidente da Águas do Vale do Tejo, José Manuel Sardinha, explica que esta empreitada pretende tornar o investimento mais eficiente, de forma a manter a aposta continua neste território.

A autarca de Portalegre, Adelaide Teixeira, congratulou-se com este “passo adicional na qualidade de vida das populações e do ambiente”.

Adelaide Teixeira sublinha que os sistemas de saneamento existentes estão obsoletos, um problema que urge resolver.

O prazo de execução da empreitada é de 545 dias, prevendo-se que as novas ETAR estejam em funcionamento no último trimestre de 2019.

Carla Aguiã