foto1.pngfoto3.jpgfoto4.pngfoto6.jpg

 

RÁDIO PORTALEGRE 29 ANOS DE EMISSÕES REGULARES

A RÁDIO LOCAL MAIS OUVIDA NA REGIÃO SUL DE PORTUGAL

OBRIGADO PELA SUA PREFERÊNCIA 

Portalegre: Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género alerta – “se não vamos à base a violência é um poço sem fundo”

Texto alt automático indisponível.

A presidente da Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género, Teresa Fragoso, afirmou esta terça-feira, em Portalegre, que “a violência é um poço sem fundo para os dinheiros públicos”.

Teresa Fragoso explica que “o problema da violência não é a causa, é o resultado, e se não vamos à base, que passa pela mudança de comportamentos, a violência é um poço sem fundo”, onde o dinheiro investido apenas ameniza o sofrimento das vítimas, mas não é a resposta.

 

A dirigente falava no auditório do Instituto Politécnico de Portalegre, onde decorreu a apresentação pública dos Planos Intermunicipais Para a Igualdade do Alto Alentejo, apresentados pelos dois gabinetes de apoio à vítima do Alto Alentejo.

Carla Batista, responsável da delegação de Portalegre do Núcleo de Atendimento a Vítimas de Violência Doméstica (NAVD) da Cruz Vermelha Portuguesa, salienta que a educação, formação e participação politica e cívica, são áreas de intervenção estratégica para alterar mentalidades e comportamentos que permitam eliminar estereótipos de género.

Já Daniel Cotrim, do Gabinete do Alto Alentejo Oeste da Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV), salientou a clara intenção dos municípios para a união de esforços no combate pela igualdade e contra a violência doméstica e de género.

Susana Mourato/Carla Aguiã