foto1.pngfoto3.jpgfoto4.pngfoto6.jpg

Alentejo2020

Futebol/Taça BP Portalegre: Fronteirense deu "passo importante" para as "meias" ao vencer 6-0 na receção ao Gafetense

Nenhuma descrição de foto disponível.

(Por Gabriel Nunes/Susana Mourato) - O Fronteirense deu um passo importante, sábado, para assegurar o apuramento para as meias-finais da Taça BP Portalegre ao vencer por 6-0 na receção ao Gafetense, em encontro a contar para a sétima e antepenúltima jornada desta fase. 

 

A equipa de Fronteira contabiliza agora 13 pontos e ascendeu ao terceiro lugar da classificação, relegando para o quarto posto, o Mosteirense (11 pontos), que folga nesta ronda.

O Fronteirense ainda não tem o apuramento assegurado, mas se o Crato perder hoje na receção aos Gavionenses, “carimba o passaporte”.

Sobre a goleada infligida ao Gafetense, o treinador do Fronteirense, Pedro Canário disse ter sido fruto do “trabalho coletivo”.

Do outro lado, o treinador da equipa do Gafetense, Vítor Nozes lamentou a “pesada derrota”, salientando que os seus jogadores têm lutado mas os resultados positivos não têm aparecido, restando-lhes continuar a batalhar para dignificar a camisola do clube.

O Eléctrico já apurado para as meias finais da Taça BP de Portalegre recebe, este domingo, o Portalegrense que precisa apenas de 01 ponto para se juntar à equipa de Ponte de Sor nas “meias”.

No lançamento desta partida, o porta voz do Portalegrense, Nuno Coelho reconheceu capacidades ao adversário, mas sublinha que o seu conjunto soma por vitórias os jogos disputados para a Taça e que vai a Ponte de Sor para “vencer”.

Do outro lado, o treinador do Eléctrico, Hugo Lopes, também elogiou o adversário, e salientou que, apesar de já estar apurado para as meias finais, o Eléctrico “não vai facilitar”.
O FC Crato, quinto colocado com 6 pontos, que também ainda está na luta pelo apuramento, está praticamente obrigado a vencer, este domingo, na receção aos Gavionenses, caso contrário pode complicar seriamente a passagem às meias finais.

Em declarações à Rádio Portalegre, Edgar Rodrigues, que vai orientar a equipa da Cruz de Malta, depois da saída, esta semana, do treinador Tiago Botelho, disse que “a vitória é o único resultado que interessa” ao seu conjunto.

O treinador dos Gavionenses, Nuno Gomes, admitiu que estando o seu conjunto praticamente arredado da luta pelas meias finais vai aproveitar para dar minutos a jogadores menos utilizados, mas sempre com o objetivo de vencer o jogo.
O outro jogo desta jornada, também marcado para este domingo, vai colocar frente-a-frente o Castelo de Vide e a Terrugem duas formações já sem possibilidades de seguir em frente na Taça.
Ouvido pela Rádio Portalegre o treinador do Castelo de Vide, Daniel Reia, disse que vai “usar o jogo” para criar rotinas e utilizar jogadores mais jovens e com menos minutos nas pernas.
O treinador da Terrugem, Jorge Almeida, por seu turno, referiu que vão tentar ganhar o jogo, para “dignificar a camisola do clube”.
No final desta fase da Taça BP Portalegre apuram-se para as meias finais os quatro primeiros classificados.