foto1.pngfoto3.jpgfoto4.pngfoto6.jpgfoto7.png

 

Rádio Portalegre A Mais Ouvida do Alentejo - 30 anos ao serviço da região

Gala do Fado Rádio Portalegre dia 26/4 às 21h30 no Cine-Teatro de Nisa - bilhetes à venda

Marvão:Estratégia para a conservação da natureza "não são só palavras" - secretária Estado Ordenamento Território e Conservação Natureza

A imagem pode conter: árvore, planta, céu, relva, ar livre, natureza e água

(Por Gabriel Nunes/Susana Mourato) - A secretária de Estado do Ordenamento do Território e Conservação da Natureza, Célia Ramos, garante que a Estratégia Nacional para a Conservação da Natureza e Biodiversidade, aprovada em abril de 2018, “não são só palavras”.

 

Célia Ramos, que falava, segunda feira, nas comemorações dos 30 anos da criação do Parque Natural da Serra de São Mamede (PNSSM), sustentou a sua afirmação com o lançamento do projeto para recuperação e valorização de habitats naturais naquela área protegida.

De acordo com a governante este projeto, que vai ser executado nos próximos três anos, implica um investimento de dois milhões de euros, e vai envolver os quatro municípios inseridos na zona protegida (Portalegre, Marvão, Castelo de Vide e Arronches), e o Instituto Superior de Agronomia.

Para além da valorização e recuperação de habitats e espaços florestais, o projeto prevê ações de sensibilização e formação nas escolas, junto de agricultores, produtores locais e turistas, bem como prevenção estrutural e  contratação de uma equipa de vigilantes florestais.

Apesar de ser dia de festa os autarcas de Arronches e de Castelo de Vide, Fermelinda Carvalho e António Pita, aproveitaram a ocasião para “colocar o dedo na ferida”.

Os autarcas social democratas fizeram eco das queixas das populações dos seus concelhos sobre a inexistência de uma modelo de gestão do PNSSM que privilegie a proximidade com as pessoas, sobretudo com as que residem em zonas que ficam dentro na área protegida.

A cerimónia evocativa dos 30 anos do PNSSM fica também marcada pela celebração de um protocolo para a criação da Academia Internacional de Música e Ciência de Marvão que vai funcionar na Quinta dos Olhos de Água, concelho de Marvão.