foto1.pngfoto3.jpgfoto4.pngfoto6.jpg

alentejo2020

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Rádio Portalegre, a Mais Ouvida do Alentejo - 30 anos ao serviço da região

Boas Festas - Feliz Natal

Noticia Rádio Portalegre: Museu das Tapeçarias encerrado

O museu da Tapeçaria de Portalegre está temporariamente encerrado e o espólio da Manufatura de Portalegre foi, inteiramente, retirado.

Em declarações à Rádio Portalegre o consultor científico da Manufatura de Tapeçarias de Portalegre, Diogo Gaspar explicou que o encerramento do museu se deve ao facto da presidente da Câmara de Portalegre, Adelaide Teixeira, ter decidido “revogar, o que nem sequer era legalmente permitido, o protocolo com a manufatura”.

Diogo Gaspar acrescenta que após a revogação do contrato “a proprietária e diretora da Manufatura, Vera Fino entendeu que estavam quebradas as mais elementares regras de cordialidade e institucionais entre a Câmara Municipal e a Manufatura de Tapeçarias e por essa razão decidiu retirar todo o espólio que é da sua pertença”.

O consultor da Manufatura de Tapeçarias de Portalegre diz ainda que a Câmara “não cumpriu” com o que estava estipulado no contrato, em primeiro lugar porque "revogou um protocolo que era irrevogável" e, nos dois anos de duração do acordo, “não realizou as obras” necessárias à manutenção do espaço.

Diogo Gaspar instou a presidente da Câmara Municipal de Portalegre a justificar os milhares de euros injetados na Fundação Robinson que, segundo diz “terá algumas pretensões culturais que até agora ninguém viu” e, em altura de campanha eleitoral, afirmou que todos os partidos deviam pronunciar-se sobre esta situação e manifestar “o que pretendem para cultura em Portalegre”.

Confrontada com o encerramento do museu da Tapeçaria, a presidente da Câmara Municipal de Portalegre esclareceu que o executivo municipal decidiu “por unanimidade” rescindir o contrato celebrado com a Manufatura para posterior “renegociação”.

Segundo Adelaide Teixeira “a relação com a Manufatura é para manter”.

A autarca adiantou que a diretora da Manufatura decidiu retirar o seu espólio até que esteja concretizada a renegociação do protocolo, sendo que o museu da Tapeçaria deverá reabrir na próxima semana com peças do acervo de Tapeçarias da Câmara Municipal.

O museu de Tapeçarias de Portalegre – Guy Fino foi inaugurado em 2001, o protocolo entre o município local e a Manufatura foi celebrado em 2012 e previa que a gestão fosse exercida pela Manufatura, ficando a autarquia responsável pela manutenção do equipamento e pelo pessoal. 

Carla Aguiã / José Nabo