foto1.pngfoto3.jpgfoto4.pngfoto6.jpg

 

 Rádio Portalegre A Mais Ouvida do Alentejo - 30 Anos ao Serviço da Região

Europeias/CDS:Nuno Melo diz que "o Estado está em falência"

(Por Gabriel Nunes) - O cabeça de lista do CDS às eleições europeias, Nuno Melo, diz que "o Estado está em falência",  quando em plena época de combate aos fogos não há SIRESP, nem meios aéreos.

 

O dispositivo de combate a incêndios entrou, quarta feira, em vigor e 18 dos 38 meios aéreos que deviam de ser ativados ainda não estão disponíveis. Portalegre é um dos distritos afetados estando em falta os dois helicópteros que deviam de ser alocados à região.

Relativamente ao SIRESP, o consórcio gestor da rede de emergência nacional, ameaça desligar o sinal de satélite, por causa de uma divida do Estado de 11 milhões de euros.

Numa ação da campanha, em Portalegre, esta quinta feira, Nuno Melo considerou esta situação preocupante e disse que do ponto de vista da prevenção e de um ataque rápidos aos fogos, significa “uma falência do Estado.

O centrista criticou ainda o ministro da Administração Interna por ser “omisso” em relação aos problemas com SIRESP e os meios aéreos.

Acompanhado por Pedro Mota Soares, número dois da lista do CDS às eleições europeias, Nuno Melo falava depois de uma visita à Casa da Terceira Idade, na aldeia de Carreiras, concelho de Portalegre,  

O candidato sublinhou que o CDS tem feito grande parte da sua campanha no interior do país, apesar de os votos estarem no litoral, sobretudo por ter “um compromisso” com os territórios do interior que “vale” para a campanha eleitoral.

Assumindo o setor da ação social como “aposta estratégica” da sua candidatura, Nuno Melo, salientou o facto de ter na sua lista Pedro Mota Soares, que foi ministro da Solidariedade, Trabalho e da Segurança Social entre 2011 e 2015.

Neste quarto dia de campanha eleitoral, depois de Portalegre, Nuno Melo rumou a Évora para uma visita a fábrica da Embraer.