foto1.pngfoto3.jpgfoto4.pngfoto6.jpg

 

 Rádio Portalegre A Mais Ouvida do Alentejo - 30 Anos ao Serviço da Região

Dia de Portugal/Portalegre: "O 10 de Junho em Portalegre não pode ser só “um rito de passagem”, tem de representar “um compromisso futuro para com esta terra e esta gente” - Presidente da República

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, pessoas em pé, fato e ar livre

O presidente da Republica, Marcelo Rebelo de Sousa afirmou esta segunda feira, que a cerimónia do 10 de Junho em Portalegre não pode ser só “um rito de passagem”, tem de representar “um compromisso futuro para com esta terra e esta gente”.

 

Na cerimónia comemorativa do dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, que decorreram em Portalegre, Marcelo Rebelo de Sousa exaltou ainda os portugueses, e as suas qualidades, afirmando que “quando somos bons, somos os melhores dos melhores.”

O chefe de Estado defendeu ainda que não se omitam nem esqueçam os "fracassos" nacionais, das "corrupções" às "falências da justiça", passando pelas "incapacidades e cansaços", sustentado que "somos muito mais do que fragilidades e erros. Somos, apesar das desigualdades, uma comunidade das mais inclusivas".

João Miguel Tavares, foi o escolhido pelo Presidente da Republica para presidir às cerimónias do 10 de junho deste anos.

O jornalista e comentador, de 45 anos de idade, nasceu em Portalegre a 100 metros do local onde discursou esta segunda-feira.

João Miguel Tavares, no seu discurso fez um apelo à classe politica para que deem aos portugueses algo em que acreditar, para além de pagar impostos.

Depois dos discursos, seguiu-se a imposição de condecorações e o desfile das forças em parada pela Av. Movimento das Forças Armadas e a Av. Frei Amador Arrais.

 

A seguir, Marcelo Rebelo de Sousa viajou com para a cidade da Praia com a presidente da Câmara de Portalegre, Adelaide Teixeira, com o primeiro-ministro, António Costa, e com o Presidente de Cabo Verde.

Às 18:00, na cidade de Portalegre, está marcada a cerimónia do Arriar da Bandeira junto ao Monumento aos Mortos da Grande Guerra.

As comemorações encerram às 22:00 com um concerto da orquestra Ligeira do Exército no Jardim da Avenida da liberdade.

Em Cabo Verde, no âmbito das comemorações do 10 de Junho, além do chefe de Estado e do primeiro-ministro, estarão os ministros da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, da Defesa Nacional, João Gomes Cravinho, e o secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Luís Carneiro, e os deputados Feliciano Barreiras Duarte, do PSD, Carlos Pereira, do PS, Maria Manuel Rola, do BE, Pedro Mota Soares, do CDS-PP, e João Dias, do PCP.

 

Em Cabo Verde, as comemorações terão lugar na cidade da Praia, na ilha de Santiago, e no Mindelo, na ilha de São Vicente, onde Presidente da República e primeiro-ministro terão uma agenda intensa, na terça-feira.

As comemorações do Dia de Portugal terminam com uma receção à comunidade portuguesa, num hotel do Mindelo, na terça-feira ao fim do dia.

Na quarta-feira, o primeiro-ministro regressa a Portugal e o Presidente da República viaja para a Costa do Marfim para uma visita de Estado.

 

(Susana Mourato/Carla Aguiã/Gabriel Nunes)