foto1.pngfoto3.jpgfoto4.pngfoto6.jpg

Alentejo2020

Parlamento aprova fim das taxas moderadoras nos centros de saúde

A imagem pode conter: automóvel e ar livre

O Parlamento aprovou, esta sexta feira, a proposta do Bloco de Esquerda que prevê o fim das taxas das moderadoras nos centros de saúde e nos exames, desde que prescritos por profissionais do SNS.

A proposta foi aprovada por todos os partidos, com exceção para a bancada do CDS, que votou contra.

 

O objetivo do diploma é que “deixem de existir taxas moderadoras nos cuidados de saúde primários e em todas as consultas e prestações de saúde que sejam prescritas por profissional de saúde e cuja origem de referenciação seja o SNS”.

No texto que foi hoje discutido e votado, o Bloco propõe a “dispensa de cobrança de taxas moderadoras” no atendimento, consultas e outras prestações de saúde no âmbito dos cuidados de saúde primários, bem como em “consultas, atos complementares prescritos e outras prestações de saúde, se a origem de referenciação para estas for o Serviço Nacional de Saúde”.