foto1.pngfoto3.jpgfoto4.pngfoto6.jpg

alentejo2020

Portalegre:vento ciclónico provocou a queda de 229 árvores e de 38 estruturas

O mau tempo provocou, sábado, a queda de 229 árvores no distrito de Portalegre, a maioria (58) no concelho de Elvas, e a queda de 38 estruturas, sobretudo antenas de televisão e reclamos luminosos.

De acordo com o Centro Distrital de Operações e Socorro (CDOS) de Portalegre, há ainda registo de cinco inundações, um desabamento de uma estrutura, duas quedas de cabos elétricos ou telefónicos e dois incêndios.

Cortes de luz em várias localidades, dois acidentes de viação, dos quais resultaram quatro feridos ligeiros, e um bombeiro ferido sem gravidade na queda de uma estrutura são outras ocorrências registadas no sábado no Alto Alentejo.

O mau tempo, transversal a todo o país, provocou ontem a morte a um idoso, em Carreira do Mato, concelho de Abrantes.

O homem, de 85 anos de idade, morreu com um traumatismo craniano, depois de ter sido projetado para o chão pelo portão de casa, impelido pela força do vento.

De Norte a Sul de Portugal Continental o mau tempo provocou mais de oito mil ocorrências, de que resultaram, além da vitima mortal, em Abrantes, 25 feridos, quatro dos quais com gravidade, e 53 desalojados.

Gabriel Nunes