foto1.pngfoto3.jpgfoto4.pngfoto6.jpg

 

 Rádio Portalegre A Mais Ouvida do Alentejo - 30 Anos ao Serviço da Região

Marvão tem a dupla responsabilidade de melhorar a qualidade de vida dos marvanenses e dos turistas - presidente da Câmara

A imagem pode conter: 1 pessoa, sentado, mesa, fato e interiores

(Por Gabriel Nunes/Susana Mourato) - O presidente da Câmara de Marvão, Luís Vitorino alertou que aquele município necessita de um reforço nas valências da saúde e recursos humanos, não só pela população ser maioritariamente envelhecida, mas também por ser um dos concelhos do Alto Alentejo com maior número de turistas.

 

Luís Vitorino falava, esta segunda feira, na cerimónia de assinatura do protocolo para a remodelação e adaptação das futuras instalações da Unidade de Cuidados de Saúde Personalizados de Marvão e para a construção da Extensão de Saúde de São Salvador da Aramenha.

O autarca sublinhou que o facto da população do seu concelho ser maioritariamente envelhecida e com maiores necessidades de cuidados de saúde “é extremamente importante criar condições para um rápido e eficiente atendimento”.

Salientando que Marvão é um dos concelhos do distrito de Portalegre que recebe mais visitas de turistas, Luís Vitorino disse que “a arte de bem saber receber” deve incluir também os cuidados de saúde.

O secretário de Estado Adjunto e da Saúde, Francisco Ramos, que presidiu à cerimónia de assinatura do protocolo, por seu turno, salientou a importância dos cuidados de saúde primários, chegarem “a todos os locais”, onde exista população, numa clara “missão de proximidade”.

A Unidade de Cuidados de Saúde Personalizados de Marvão, que funciona em instalações da Misericórdia local, vai ser transferida para um edifício, propriedade do Serviço Nacional de Saúde, no interior das muralhas daquela vila alentejana, enquanto a nova Extensão de Saúde de São Salvador da Aramenha vai ser construída no terreno cedido pela Câmara Municipal.