foto1.pngfoto3.jpgfoto4.pngfoto6.jpg

Alentejo2020

Autárquicas/distrito de Portalegre:maioria absoluta de movimento independente na capital do Alto Alentejo foi a grande novidade

A grande novidade nas autárquicas deste domingo no Alto Alentejo foi a conquista por maioria absoluta da Câmara de Portalegre pela independente, Adelaide Teixeira.

A Candidatura Livre e Independente por Portalegre (CLIP), encabeçada por Adelaide Teixeira, que em 2009 tinha sido eleita nas listas do PSD, conquistou quatro mandatos, contra dois do PS e um da CDU.

Das 15 autarquias do distrito de Portalegre o PSD venceu seis, menos uma do que há quatro anos, o PS subiu de cinco para seis, enquanto a CDU passou de três para duas..

O PSD segurou as autarquias de Arronches, Alter do Chão, Castelo de Vide, Fronteira, Marvão e Sousel, enquanto o PS manteve as câmaras municipais de Campo Maior, Elvas, Gavião e Ponte de Sor, recuperando a do Crato e roubando Nisa à CDU.

A CDU que liderava em Avis, Nisa e Crato, perdeu estas duas últimas, mas recuperou a Câmara Municipal de Monforte que era presidida pelo PS desde 2009.

Gabriel Nunes