foto1.pngfoto3.jpgfoto4.pngfoto6.jpg

Rádio Portalegre - 30 Anos ao Serviço da Região Alentejo

Este domingo, 26/1, ouça aqui a Tarde Desportiva a partir das 14h00 com destaque para a 6ª J. da Taça Grupo JI

Portalegre:Presidente da Câmara responsabiliza Infraestruturas de Portugal por ainda não ter sido encontrada uma solução para reduzir sinistralidade no cruzamento do IP2 com a EN246

A imagem pode conter: céu e ar livre

(Por Gabriel Nunes) - A presidente da Câmara de Portalegre, Adelaide Teixeira responsabiliza a Infraestruturas de Portugal pelo facto de ainda não ter sido encontrada uma solução para reduzir a sinistralidade no cruzamento do IP2 com a Estrada Nacional 246, próximo da rotunda dos dadores de sangue, na cidade de Portalegre.

 

Em declarações a esta estação emissora, Adelaide Teixeira lamentou que a Infraestruturas de Portugal tenha feito “ouvidos de mercador” aos pedidos do município, ao longo dos últimos anos, para que seja levada a cabo uma intervenção naquele cruzamento, onde no dia 26 de dezembro um jovem de 22 anos perdeu a vida.

Para Adelaide Teixeira “está mais do que provado” que a forma como foi idealizado e construído aquele cruzamento “não potencia a circulação de veículos em segurança”.

Sublinhando que o número de acidentes naquele local “é cada vez mais frequente”, a autarca asseverou que se a Infraestruturas de Portugal não tomar medidas para resolver o problema, o município vai pedir a desclassificação daquele troço do IP2, onde se encontra o cruzamento, assumindo a responsabilidade por encontrar o mais rapidamente possível uma solução para tentar reduzir os elevados índices de sinistralidade.