foto1.pngfoto3.jpgfoto4.pngfoto6.jpg

alentejo2020

Portalegre: Escola dos Assentos é pioneira em projeto que desenvolve estratégias para a inclusão e coesão social

A imagem pode conter: 3 pessoas, pessoas em pé, pessoas sentadas e interiores

A Escola Básica dos Assentos, do Agrupamento José Régio, em Portalegre, vai receber um novo projeto para a inclusão social. Comunidades de Aprendizagem - INCLUD-ED é a designação do projeto que já tem provas dadas em várias escolas do mundo e chega agora ao Alto Alentejo.

 

Em declarações à Rádio Portalegre, a diretora do agrupamento de escolas, Rute Sanguinho, explicou que esta iniciativa tem como mais-valia o facto de integrar intervenientes da comunidade educativa.

Segundo a dirigente vai existir um “banco de voluntários” com elementos dos vários parceiros, nomeadamente a autarquia, GNR, PSP, Cerci, CPCJ, entre outros, com o objetivo de criar grupos interativos que se deslocarão às salas de aula para “auxiliar” os alunos na descoberta do conhecimento.

Rute Sanguinho sublinha que as Comunidades de Aprendizagem vão permitir um trabalho sistemático com as famílias e parceiros locais, uma estratégia inclusiva que dá garantias de sucesso escolar.

Susana Ferreira, professora e coordenadora do INCLUD-ED, apresentado esta terça-feira, na Escola José Régio, disse que a escola básica dos Assentos vai ser pioneira neste processo, com ações educativas que vão decorrer ao nível do pré-escolar e 1º ciclo.

Grupos interativos e tertúlias literárias dialógicas são exemplos práticos das ações que vão ser desenvolvidas no âmbito do projeto que, segundo a docente, garante bons resultados a nível académico, de convivência e solidariedade.

O INCLUD- ED é um projeto de pesquisa, coordenado pelo Centro de Investigação em Teorias e Práticas de Superação de Desigualdades (CREA) da Universidade de Barcelona, faz parte de uma rede internacional e está já presente em várias escolas. Em Portugal é dirigido a escolas TEIP, Territórios Educativos de Intervenção Prioritária.

(Carla Aguiã)