foto1.pngfoto3.jpgfoto4.pngfoto6.jpg

alentejo2020

Portalegre: Ministro da Administração Interna afirma que Portugal é um dos países mais seguros do mundo devido à GNR

A imagem pode conter: 3 pessoas, pessoas em pé e ar livre

O ministro da Administração Interna congratulou-se esta sexta-feira por Portugal ser considerado um dos países mais seguros do mundo, afirmando que isso se deve ao trabalho da GNR que está presente em cerca de 90 por cento do território nacional.

 

Eduardo Cabrita que falava durante a cerimónia de juramento de bandeira do 42º Curso de Formação de Guardas da GNR, sublinhou que a imagem da Guarda, é fundamental para a vida dos portugueses e para a coesão social e territorial, contribuindo para a captação de investidores e turistas.

O ministro destacou ainda o papel das forças de segurança no combate à corrupção, nas áreas da investigação criminal, segurança dos idosos, segurança rodoviária e, na defesa dos valores ambientais e segurança animal, dando como exemplo o caso da apreensão, nos últimos dias, de 18 cães subnutridos de raça galgo, na localidade de Monforte.

 

O governante destacou ainda a importância do Orçamento do Estado para este ano para as forças e serviços de segurança, ao permitir o recrutamento de 2.500 novos efetivos.

 

De acordo com Eduardo Cabrita, o plano plurianual de admissões, integrado no Orçamento do Estado para 2020, vai permitir integrar só naquela força de segurança mais de mil novos militares.

 

O 42º Curso de Formação de Guardas que decorre em Portalegre conta com 206 guardas provisórios, tendo hoje cumprido Juramento de Bandeira 120 (os restantes já o fizeram nas Forças Armadas). Os cursos de formação da GNR em Portalegre iniciaram-se a 28 de novembro de 1985 e, de acordo com a Guarda, mais de 70% do seu efetivo foi formado na cidade alentejana.

 

 

(Susana Mourato)