foto1.pngfoto3.jpgfoto4.pngfoto6.jpg

 

 Rádio Portalegre A Mais Ouvida do Alentejo - 30 Anos ao Serviço da Região

33ª Baja Portalegre 500 - ouça tudo sobre a prova rainha do Todo-o-Terreno nacional nos dias 25 e 26/10 nas emissões especiais da Rádio Portalegre

Psiquiatria regista um aumento de patologias associadas a problemas sociais

A unidade de agudos, do Departamento de Psiquiatria e Saúde Mental do hospital de Portalegre, está no limite e a crise não faz prever o abrandamento de perturbações psiquiátricas.

Atualmente o departamento de psiquiatria da Unidade Local de Saúde do Norte Alentejano, sediado no hospital de Portalegre, tem 11 doentes em regime de internamento, mas os quadros mais comuns e onde se tem registado um aumento, dizem respeito a depressão e ansiedade.

O psiquiatra, Érico Alves, não tem dúvidas em afirmar que a crise está na origem do aumento de patologias, uma vez que as dificuldades que as pessoas atravessam ampliam o risco de perturbações psiquiátricas.

O médico, que falava à RP, no âmbito do Dia Mundial da Saúde Mental, que se assinala esta quinta-feira, deixou ainda um alerta, sublinhando que “os desafios de saúde, emergentes dos problemas sociais, não devem ser da exclusiva responsabilidade do Ministério da Saúde, mas sim uma preocupação de todos os políticos e de todos os cidadãos”.

Há sintomas que não devem ser ignorados tais como a tristeza constante; falta de interesse pela vida social e pensamentos de auto-destruição, indícios que devem motivar a procura de ajuda clínica.

Carla Aguiã