foto1.pngfoto3.jpgfoto4.pngfoto6.jpg

alentejo2020

Coronavírus/Estado de Emergência:Restaurantes e bares encerrados. Padarias, supermercados e farmácias continuam abertos ao público

A imagem pode conter: 1 pessoa, telefone, fato e closeup

(Por Gabriel Nunes) - Padarias, supermercados, farmácias e outros serviços considerados essenciais vão manter-se abertos durante o Estado de Emergência que está em vigor desde as 00:00 desta quinta feira em Portugal devido à pandemia da Covid-19.

 

Esta é uma das medidas anunciadas, quinta feira, pelo primeiro ministro, tomada pelo Conselho de Ministros.

No que diz respeito aos restaurantes e cafés estão obrigados a encerrar, mas podem manter serviços de Take-Away. Aliás, António Costa defendeu ser “importante que a restauração se mantenha a funcionar, para apoiar os que vão trabalhar”.

O primeiro ministro anunciou ainda que as pessoas que estão contagiadas ficam em isolamento obrigatório, sendo que a violação desta norma constitui crime de desobediência.

Quanto às pessoas com mais de 70 anos ou morbilidades é imposto um dever especial de proteção, só devendo sair de casa em circunstâncias excecionais, tais como adquirir bens essenciais, ir ao centro de saúde ou banco, bem como fazer pequenos passeios.

Sobre as outras pessoas recai o dever geral de recolhimento domiciliário, ou sejam só devem sair em caso de necessidade ", nomeadamente para trabalhar, assistência a familiares ou passear animais de companhia.

Nos serviços públicos será generalizado o teletrabalho e o atendimento feito via telefone ou online, evitando o atendimento presencial.

António Costa indicou ainda que quem estiver a trabalhar deve cumprir as normas da DGS, nomeadamente o distanciamento social e a higienização que foi definida no contexto da pandemia e condições de proteção dos trabalhadores.