foto1.pngfoto3.jpgfoto4.pngfoto6.jpg

 

 Rádio Portalegre A Mais Ouvida do Alentejo - 30 Anos ao Serviço da Região

Portalegre:presidente da câmara assegura que não está obcecada com a redução da divida da autarquia

A presidente da Câmara de Portalegre assegurou que não está obcecada com a redução da divida do município, que ascende a 40 milhões de euros, mas deixou claro que é uma das prioridades para os próximos quatro anos.

Adelaide Teixeira, que falava esta quarta feira à noite, no final da cerimónia de posse do novo executivo municipal, afirmou que “não está preocupada apenas com os números”, revelando que outra das suas prioridades passa por “procurar meios para que a cidade se desenvolva”.

Eleita pela Candidatura Livre e Independente por Portalegre (CLIP), nas eleições de 29 de setembro, a autarca apontou a manutenção, “em definitivo”, da Escola de Formação da GNR na cidade, como outras das lutas que pretende ganhar durante o mandato2013/2017.

Adelaide Teixeira, que desempenhou o cargo de presidente da Câmara de Portalegre, desde agosto de 2011 e até ao dia de hoje, como eleita do PSD, anunciou ainda que é sua intenção retirar os parquímetros de algumas zonas da cidade, bem como baixar o preço cobrado pelo estacionamento.

Sobre a futura composição do executivo municipal, Adelaide Teixeira, eleita com maioria absoluta, declarou que não vai atribuir pelouros aos eleitos da oposição.

Além da presidente da Câmara, o novo executivo municipal será composto por três vereadores, a tempo inteiro, eleitos pela CLIP, para os quais estão reservados os pelouros, e pelos eleitos da oposição, dois do PS e um da CDU.

Ontem à noite tomaram também posse os novos eleitos da Assembleia Municipal de Portalegre, presidida por Jorge Mangerona, eleito pela CLIP.

Gabriel Nunes