foto1.pngfoto3.jpgfoto4.pngfoto6.jpg

 

Rádio Portalegre 30 Anos de Emissões Regulares

 

Presidente da Cáritas de Portalegre alerta que há cada vez mais pobres em Portugal

O presidente da Cáritas de Portalegre e Castelo Branco alertou hoje que “há cada vez mais pobres” em Portugal, e que o país está cada vez mais longe de erradicar a pobreza.

Em entrevista à Rádio Portalegre, a propósito do Dia Internacional da Erradicação da Pobreza, que se assinala esta quinta feira, Elicidio Bilé, afirmou que “é triste e doloroso olhar para a situação do país”.

Para o dirigente a proposta de Orçamento de Estado para 2014 “vai acrescentar uma série de pobres aos que já existem em Portugal”.

O mesmo responsável considera que “não é possível encontrar respostas para o problema da pobreza à custa das pessoas, exigindo-lhes sacrifícios que vão além daquilo que é humanamente possível pedir”.

O aumento do número de pobres é transversal a todo o país, sendo que na área da Diocese de Portalegre e Castelo Branco a Cáritas já acompanha mais de cinco mil famílias carenciadas.

Elicidio Bilé admite que o número de pobres seja superior, uma vez que existem outras instituições que prestam apoio a famílias carenciadas, e por outro lado, a existência de pessoas que vivem em situação de pobreza mas que têm dificuldades em se expor.

Quase metade da população portuguesa estava em risco de pobreza em 2011, segundo dados do Instituto Nacional de Estatística, que mostram que, mesmo depois das transferências sociais, quase 1,8 milhões de pessoas continuavam em risco.

Gabriel Nunes/Susana Mourato