foto1.pngfoto3.jpgfoto4.pngfoto6.jpg

alentejo2020

Avis: PEV quer rotulagem que distingue azeite de olival tradicional do azeite de olival intensivo a bem da saúde e biodiversidade

O Partido Ecologista Os Verdes (PEV) quer que as garrafas de azeite contenham descrito no rótulo a informação se é produzido em olival tradicional ou intensivo, justificando que o olival intensivo representa uma ameaça à saúde das populações e à biodiversidade.

 

Em declarações à Rádio Portalegre, Manuela Cunha, dirigente do PEV explicou que os consumidores têm o direito a estar informados, sublinhando que os olivais intensivos, para além de contaminarem os solos e as águas, são um problema para a saúde da população.

Mostrando-se “muito preocupada com a invasão das culturas intensivas no Alentejo”, Manuela Cunha adiantou que o partido está a trabalhar num Projeto de Lei que visa assinalar na rotulagem, a proveniência do azeite.

Este anúncio foi feito na “Conversa Ecologista” que o PEV realizou no fim de semana em Avis, sobre o tema “invasão do Olival e outras culturas intensivas no Alentejo”

Para além desta proposta, Os Verdes voltarão a insistir com um projeto que viram rejeitado no anterior ano legislativo que visa afastar as culturas intensivas das habitações das pessoas, por forma a defender a saúde pública.

 

 

(Susana Mourato)