foto1.pngfoto3.jpgfoto4.pngfoto6.jpg

 

 Rádio Portalegre A Mais Ouvida do Alentejo - 30 Anos ao Serviço da Região

33ª Baja Portalegre 500 - ouça tudo sobre a prova rainha do Todo-o-Terreno nacional nos dias 25 e 26/10 nas emissões especiais da Rádio Portalegre

Portalegre:presidente do município insurge-se contra "tentativas artificiais, politiqueiras e populistas" da oposição para desvirtuar resultados das autárquicas e marcar a agenda política

A presidente da Câmara de Portalegre, eleita por um movimento independente (CLIP), insurgiu-se hoje contra as “tentativas artificiais, politiqueiras e populistas” da oposição (PS e CDU), que acusa de tentar “desvirtuar os resultados das últimas eleições autárquicas” e “dirigir o funcionamento e marcar a agenda política dos órgãos que, minoritariamente, integra”.

Em causa, segundo Adelaide Teixeira, está uma proposta apresentada pelo vereador da CDU, Luís Pargana, que pretendia que os seis vereadores do executivo municipal (3 do CLIP, 2 PS e 1 CDU), exercessem a sua atividade em regime de meio tempo e todos com pelouros atribuídos.

Para Adelaide Teixeira tal proposta, que foi chumbada, e na qual o vereador comunista se encarregou ele próprio de fazer a distribuição dos pelouros pelos vereadores, é “politicamente absurda”, e “reveladora da dificuldade que alguns tiveram em aceitar os resultados das eleições autárquicas”.

Adelaide Teixeira, que falava numa conferência de imprensa, para fazer o balanço dos primeiros 120 dias de mandato, enviou ainda um recado à oposição, desaconselhando-os a reivindicar a autoria de propostas ou medidas que também faziam parte do programa eleitoral do CLIP.

A independente afirmou que “ao contrário da ideia que a oposição tem tentado fazer passar, é impossível esgotar ou concretizar um programa eleitoral e as chamadas promessas, nos primeiros quatro meses de exercício”, manifestando-se convicta de que irá cumprir todos os compromissos que assumiu com os portalegrenses, até ao final do mandato.

 Gabriel Nunes/Susana Mourato