foto1.pngfoto3.jpgfoto4.pngfoto6.jpg

 

 Rádio Portalegre A Mais Ouvida do Alentejo - 30 Anos ao Serviço da Região

Portalegre:Quercus queixa-se à linha SOS Ambiente de alargamento da Estrada Municipal 522 em pleno Parque Natural da Serra de São Mamede

A Quercus apresentou uma queixa à Linha SOS Ambiente devido ao alargamento da Estrada Nacional 522, em pleno Parque Natural da Serra de São Mamede, por considerar que a intervenção poderá ter impactos negativos na fauna e flora.

Em declarações a esta estação emissora, o presidente da delegação de Portalegre da Quercus, José Janela, referiu que o alargamento daquela “estrada florestal”, resultou de uma alteração ao projeto inicial para a instalação do Parque Eólico no Alto dos Forninhos, na Serra de São Mamede.

Apesar de defensor das energias renováveis, o mesmo responsável criticou a instalação do Parque Eólico na Serra de São Mamede, defendendo que existiam outros locais que não uma área classificada para a colocação do equipamento.

O presidente da Quercus de Portalegre reprovou ainda o facto de não ter sido realizado um estudo de impacte ambiental que permitisse ouvir as populações das freguesias onde o parque eólico está a ser instalado.

O dirigente da Associação de Conservação da Natureza alertou para o eventual impacto negativo que a instalação do equipamento pode ter na fauna  especialmente aves de rapina e morcegos. 

O parque eólico que está a ser instalado na Serra de São Mamede, é o primeiro do distrito de Portalegre, implica um investimento de nove milhões de euros, e está previsto começar a funcionar em pleno até ao final deste mês.

O Alto dos Forninhos, local escolhido em plena Serra de São Mamede para instalar o parque, está situado na zona do antigo perímetro florestal (viveiro), na vertente sul da serra.

Gabriel Nunes/Susana Mourato