foto1.pngfoto3.jpgfoto4.pngfoto6.jpg

 

 Rádio Portalegre A Mais Ouvida do Alentejo - 30 Anos ao Serviço da Região

Elvas:Conselho Municipal de Educação exige remoção de amianto da Escola Básica 2,3 de Santa Luzia

O Conselho Municipal de Educação de Elvas exigiu hoje ao Ministério da Educação que remova as chapas de amianto da cobertura da Escola Básica 2,3 de Santa Luzia naquela cidade alentejana.

Em declarações à Rádio Portalegre, o presidente do Conselho Municipal de Educação de Elvas, Rondão Almeida, lamentou que o Ministério da Educação apenas tenha libertado uma verba de 6 mil euros para a remoção do amianto naquele estabelecimento de ensino, argumentado que a verba em causa “não dá sequer para levantar a cobertura de uma única sala de aulas”.

O também vereador da Câmara de Elvas diz que “se o ministro da Educação teve a preocupação de aumentar o número de alunos por turma e de reduzir o número de professores e de funcionários nas escolas, também devia de preocupar-se em manter nas devidas condições o parque escolar”.

A Escola Básica 2,3, nº 1 de Santa Luzia, em Elvas, com cerca de 600 alunos e largas dezenas de professores e funcionários, é uma das seis escolas do distrito de Portalegre com amianto na cobertura.

O amianto está ainda presente nos edifícios das escolas básicas 2,3 de Monforte, Arronches, Sousel e Nisa, e escola do 1º Ciclo da Cooperativa, em Campo Maior.

Gabriel Nunes