foto1.pngfoto3.jpgfoto4.pngfoto6.jpg

 

Rádio Portalegre A Mais Ouvida do Alentejo - 30 Anos ao Serviço da Região

Domingo, 19/5, mais uma Tarde Desportiva a partir das 16h00, com relato do jogo da supertaça Comendador Rui Nabeiro entre o Mosteirense e o Eléctrico, em Campo Maior

 

 

Carlos Barbero (Euskadi) vence edição 32 da Volta ao Alentejo em bicicleta

Foto: Ao fim de cinco dias de competição, Évora convocou São Pedro e consagrou à chuva o espanhol Carlos Barbero (Euskadi) como vencedor da 32ª Volta ao Alentejo.Numa inédita chegada à Praça do Giraldo, no centro da cidade, Samuel Caldeira (OFM-Quinta da Lixa) sprintou e festejou o triunfo na última tirada da “Alentejana” que ligou, domingo, Álcacer do Sal a Évora numa distância de 172,9 quilómetros.O já líder Carlos Barbero chegou a Évora no quinto lugar, mas a vantagem para vencer a “Alentejana” foi suficiente. Na segunda posição da classificação geral ficou o espanhol da OFM/Quinta da Lixa, Eduard Prades, a 10 segundos e o checo Karel Hnik fechou os três primeiros lugares da Volta ao Alentejo em bicicleta ao gastar mais 17 segundos.O novo vencedor da “Alentejana”, da equipa Euskadi, vestiu a Camisola Amarela na segunda tirada competição, entre Sousel e Montemor-o-Novo, e conseguiu mantê-la ininterruptamente até ao último dia.O espanhol de 22 anos, Carlos Barbero, mostrou-se orgulhoso por inscrever o seu nome na lista de vencedores da Volta ao Alentejo, dedicando a vitória à sua equipa.Para além de vencer a Camisola Amarela, Carlos Barbero garantiu também a Camisola Verde, da classificação por pontos.Byron Guama (Team Ecuador) foi o melhor trepador da “Alentejana” e desde o dia anterior já era virtual vencedor da Camisola Castanha Delta Cafés.O melhor jovem em prova foi Tanner Put (USA Cycling) ao terminar na décima posição da geral o que lhe valeu a Camisola Branca RTP.Ao fim de cinco dias de competição, Évora convocou São Pedro e consagrou à chuva o espanhol Carlos Barbero (Euskadi) como vencedor da 32ª Volta ao Alentejo.

Numa inédita chegada à Praça do Giraldo, no centro da cidade, Samuel Caldeira (OFM-Quinta da Lixa) sprintou e festejou o triunfo na última tirada da “Alentejana” que ligou, domingo, Álcacer do Sal a Évora numa distância de 172,9 quilómetros.

O já líder Carlos Barbero chegou a Évora no quinto lugar, mas a vantagem para vencer a “Alentejana” foi suficiente. Na segunda posição da classificação geral ficou o espanhol da OFM/Quinta da Lixa, Eduard Prades, a 10 segundos e o checo Karel Hnik fechou os três primeiros lugares da Volta ao Alentejo em bicicleta ao gastar mais 17 segundos.

O novo vencedor da “Alentejana”, da equipa Euskadi, vestiu a Camisola Amarela na segunda tirada competição, entre Sousel e Montemor-o-Novo, e conseguiu mantê-la ininterruptamente até ao último dia.

O espanhol de 22 anos, Carlos Barbero, mostrou-se orgulhoso por inscrever o seu nome na lista de vencedores da Volta ao Alentejo, dedicando a vitória à sua equipa.

Para além de vencer a Camisola Amarela, Carlos Barbero garantiu também a Camisola Verde, da classificação por pontos.

Byron Guama (Team Ecuador) foi o melhor trepador da “Alentejana” e desde o dia anterior já era virtual vencedor da Camisola Castanha Delta Cafés.

O melhor jovem em prova foi Tanner Put (USA Cycling) ao terminar na décima posição da geral o que lhe valeu a Camisola Branca RTP.

Gabriel Nunes