foto1.pngfoto3.jpgfoto4.pngfoto6.jpg

 

 Rádio Portalegre A Mais Ouvida do Alentejo - 30 Anos ao Serviço da Região

Alentejo na iminência de conquistar mais um selo da UNESCO

O processo de candidatura da Arte Chocalheira à lista do Património Cultural Imaterial com Necessidade de Salvaguarda Urgente foi aceite pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura – UNESCO.

O projeto, liderado pela Turismo do Alentejo, em parceria com a Câmara de Viana do Alentejo e a Junta de Freguesia de Alcáçovas, recebeu agora o reconhecimento de que apresenta condições para ser avaliado pela comissão de especialistas da UNESCO, a instituição que, em 2015, poderá atribuir o selo de qualidade a uma arte com uma forte expressão no Alentejo.

 Para a presidente da Junta de Freguesia de Alcáçovas, Sara Pajote, a aceitação da candidatura pela UNESCO significa “uma luz ao fundo do túnel e uma forte possibilidade de ver valorizada uma arte em vias de extinção”.

Já nas palavras do presidente da Câmara de Viana do Alentejo, Bengalinha Pinto, “se o selo da UNESCO for atribuído, para além da valorização dos chocalheiros e esfilaneiros será também salvaguardada uma arte tradicional e genuína que muito pode contribuir para a economia local”.

Segundo o presidente da Turismo do Alentejo, António Ceia da Silva, “a identidade e a genuinidade são determinantes na distinção e certificação de um destino turístico. E o facto da UNESCO estar a avaliar a atribuição do selo à Arte Chocalheira vem reforçar, junto dos mercados, a singularidade e diversidade de uma região que se posiciona pela qualidade e diferença”.

Recorde-se que a candidatura da Arte Chocalheira está enquadrada num projeto da Turismo do Alentejo que visa a valorização do Património Imaterial e que integra também as candidaturas das Tapeçarias de Portalegre, dos Tapetes de Arraiolos e das Festas do Povo de Campo Maior.