foto1.pngfoto3.jpgfoto4.pngfoto6.jpg

alentejo2020

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Rádio Portalegre, a Mais Ouvida do Alentejo - 30 anos ao serviço da região

Boas Festas - Feliz Natal

Primeiro parque eólico do Alto Alentejo inaugurado em Portalegre

O diretor geral de Energia e Geologia, Pedro Cabral, defendeu hoje, em Portalegre, que “as renováveis são um objetivo que não pode ser alcançado a qualquer custo senão deixam de ser solução”

Pedro Cabral falava na inauguração do parque eólico do Alto dos Forninhos, um equipamento instalado em pleno Parque Natural da Serra de São Mamede, que implicou um investimento de nove milhões de euros.

O mesmo responsável apontou ainda o projeto como “um bom exemplo” do que deve ser o contributo das energias renováveis para a sustentabilidade do setor elétrico.

O parque eólico do Alto dos Forninhos é o primeiro a ser instalado no Alto Alentejo e foi projetado para produzir energia suficiente para alimentar toda a cidade de Portalegre, com exceção para o consumo industrial.

Em declarações aos jornalistas, a presidente da Câmara de Portalegre, Adelaide Teixeira, sublinhou a importância deste projeto para a região, do ponto de vista da criação de emprego, sustentabilidade do território, bem como pelo facto de contribuir para a diminuição dos índices de dióxido de carbono.

O parque eólico, construído pela empresa Energetus, é constituído por quatro aerogeradores, e tem uma capacidade de produção de eletricidade de cerca de 25 mil MWh por ano

O presidente do conselho de administração da Energetus, Albert Eberhard, mostrou-se “muito contente” com a inauguração do novo equipamento, considerando “correta” a decisão da empresa em investir na energia eólica.

A produção de energia gerada pelo parque eólico de Portalegre vai ainda permitir a Portugal poupar a compra de 6 milhões de metros cúbicos de gás, o equivalente a 2,5 milhões de euros anuais.

Gabriel Nunes