foto1.pngfoto3.jpgfoto4.pngfoto6.jpg

Alentejo2020

Portalegre:Orçamento Municipal/2013 no valor de 23,2 milhões de euros foi aprovado pela Assembleia Municipal - atualizada

A Assembleia Municipal de Portalegre aprovou na última noite os documentos previsionais do município para 2013, nomeadamente o Orçamento, no valor de 23,2 milhões de euros, as Grandes Opções do Plano e o Mapa de Pessoal.

Os documentos foram aprovados com os votos favoráveis da bancada do PSD e as abstenções dos eleitos da CDU e do CDS-PP.A bancada socialista votou contra.

Em declarações à Rádio Portalegre, a presidente do município local, Adelaide Teixeira, disse que o objetivo do orçamento para 2013 é a “redução do endividamento” da autarquia, “sem descurar o investimento e o desenvolvimento do concelho”.

Em representação da bancada social democrata da Assembleia Municipal, João Filipe de Jesus, afirmou que o orçamento aprovado “é o possível num contexto de contenção”.

Luís Pargana, líder da bancada da CDU justificou a abstenção na votação do orçamento municipal, por considerar que o mesmo se trata de um “instrumento fundamental” para a gestão da autarquia.

Os socialistas votaram contra o orçamento. O líder da bancada do PS, Luís Testa, considera que o documento “é mentiroso” e “não serve o futuro nem as expectativas do concelho de Portalegre”.

O Orçamento, as Grandes Opções do Plano e o Mapa de Pessoal da Câmara de Portalegre, foram aprovados em reunião extraordinária do executivo municipal, no dia 11 de fevereiro, com os votos favoráveis dos três eleitos do PSD e a abstenção do vereador da CDU.

Recorde-se que o Orçamento da Câmara de Portalegre para 2013 foi chumbado na primeira vez em que foi sujeito à votação do executivo municipal, a 17 de dezembro do ano passado, com os votos contra do vereador da CDU e dos três eleitos do PS.

A Assembleia Municipal de Portalegre é constituída por 15 elementos do PSD, 12 do PS, 3 da CDU e um do CDS-PP.

Gabriel Nunes/Carla Aguiã