foto1.pngfoto3.jpgfoto4.pngfoto6.jpg

 

 Rádio Portalegre A Mais Ouvida do Alentejo - 30 Anos ao Serviço da Região

Arronches:lar de idosos improvisado na CAESA está em atividade "sem que o funcionamento esteja devidamente autorizado através de acordos de cooperação ou autorização provisória de funcionamento"

O lar de idosos improvisado na Cooperativa Agrícola de Esperança e Arronches (CAESA) está em atividade “sem que o funcionamento esteja devidamente autorizado através de acordos de cooperação ou autorização provisória de funcionamento”, lê-se na notificação enviada pela Segurança Social à Misericórdia de Arronches, na qual é exigido o encerramento daquela resposta social.

De acordo com o documento, datado de 19 de fevereiro, e ao qual a Rádio Portalegre teve acesso, as obras do lar da Misericórdia de Arronches, no edifício sede da instituição, estão concluídas, encontrando-se esgotada a sua capacidade física, com uma ocupação efetiva de 31 utentes, tendo sido verificada a continuidade de ocupação no lar improvisado na CAESA.

Em conferencia de imprensa, na última sexta feira, a provedora da Misericórdia de Arronches, Deolinda Pinto, desmentiu que as obras de ampliação e remodelação do lar de idosos da instituição estejam concluídas, e alertou que o fecho da resposta social na CAESA, deixa 23 utentes em risco de serem devolvidos às famílias.

Confrontado com este caso, o secretário de Estado da Solidariedade e Segurança Social, Marco António Costa, afirmou que “as regras que existem são para ser cumpridas por todos”.

Marco António Costa, que falava terça feira, em Portalegre, no final de uma reunião de trabalho, asseverou ainda que a tutela “não vai alimentar espetáculos públicos”, sobre um assunto “relevante, importante e sensível”.

O lar improvisado na CAESA está em funcionamento desde 2007, num espaço cedido pela Câmara Municipal de Arronches.

Gabriel Nunes/Carla Aguiã