foto1.pngfoto3.jpgfoto4.pngfoto6.jpg

 

 Rádio Portalegre A Mais Ouvida do Alentejo - 30 Anos ao Serviço da Região

Portalegre:Segurança Social "abriu as portas" para mostrar aos vizinhos espanhóis o projeto de Intervenção Precoce na Infância no Alentejo

A Segurança Social de Portalegre “abriu as portas”, esta quarta feira, aos nossos vizinhos espanhóis, para mostrar o projeto de Intervenção Precoce na Infância que está a ser desenvolvido no Alentejo.

O projeto em causa destina-se a crianças até aos seis anos de idade, com deficiência ou problemas de desenvolvimento e às respetivas famílias.

Em declarações à Rádio Portalegre, o diretor da Segurança Social de Portalegre, João Carlos Laranjo, disse que este tipo de iniciativas é uma “mais-valia” por possibilitar a troca de experiências, e contribuir para “uma resposta mais eficaz” ao nível da Intervenção Precoce.

O projeto de Intervenção Precoce na Infância no Alentejo resulta de uma parceria entre os Ministérios da Saúde, da Solidariedade e Segurança Social, da Educação, e Instituições Particulares de Solidariedade Social.

A Rede da Intervenção Precoce na Infância desenvolveu-se a partir de 2001, foi crescendo de forma sustentável e atualmente assegura a totalidade dos concelhos do Alentejo, embora com diferentes níveis de cobertura.

A responsável pela Unidade de Programas Assistenciais (SEPAD) da Junta da Extremadura Espanhola, Pilar Dávila, elogiou o projeto desenvolvido no Alentejo, considerando que “é perfeito”, do ponto de vista da coordenação e dos critérios técnicos que lhe estão subjacentes.

Pilar Dávila reconheceu ainda que na Extremadura Espanhola o trabalho desenvolvido ao nível da Intervenção Precoce “não é tão coordenado do ponto de vista técnico”, como no Alentejo.

O projeto de Intervenção Precoce na Infância no Alentejo apoiou, no ano de 2011, 2309 crianças e as respetivas famílias.

Gabriel Nunes/Susana Mourato