foto1.pngfoto3.jpgfoto4.pngfoto6.jpg

 

Rádio Portalegre 30 Anos de Emissões Regulares

 

 

Função Pública:rescisões por mútuo acordo podem colocar "graves problemas" no funcionamento regular das instituições do Alto Alentejo - UGT-Portalegre

A UGT-Portalegre alertou hoje que a intenção do governo em reduzir o número de funcionários públicos, por via da rescisão de contrato por mútuo acordo, pode colocar “graves problemas” no funcionamento regular das instituições de administração pública, argumentando que atualmente” já funcionam com dificuldades de pessoal”.

Em comunicado, a UGT-Portalegre considera ainda que com esta intenção do governo, irá criar-se uma “enorme falta de alternativas locais” para que essas pessoas voltem a trabalhar no Alto Alentejo, não só, devido à falta de oferta de emprego, como também à sua idade e habilitações.

Para a estrutura sindical, a aplicação desta medida no distrito de Portalegre reveste-se de “uma maior preocupação”, uma vez que existe um volume considerável de postos de trabalho nas organizações locais da administração central do Estado.

A UGT-Portalegre aconselha ainda os funcionários públicos convidados a rescindir o contrato de trabalho por mútuo acordo, para só o fazerem se tiverem outra alternativa.

A estrutura sindical manifestou-se ainda contra a intenção do governo em alterar das atuais 23 zonas pedagógicas para apenas 10, alegando que com essa mudança alguns professores podem ser colocados a mais de 200 quilómetros da sua área de residência, originando “instabilidade” na vida desses profissionais.

Gabriel Nunes