foto1.pngfoto3.jpgfoto4.pngfoto6.jpg

 

 Rádio Portalegre A Mais Ouvida do Alentejo - 30 Anos ao Serviço da Região

Portalegre:diretor da Segurança Social admite que crise fez disparar número de crianças em risco

O diretor da Segurança Social de Portalegre admitiu hoje que a crise fez disparar o número de crianças e jovens em risco, revelando que o escalão etário entre os 12 e os 18 anos é o mais expressivo em número de casos acompanhados.

João Carlos Laranjo, falava esta quarta feira, no Centro de Artes e do Espetáculo de Portalegre, no âmbito de uma conversa/debate, subordinada ao tema “Miúdos de risco…Miúdos riscados”, promovida pelo núcleo hospitalar de apoio a crianças e jovens em risco da Unidade Local de Saúde do Norte Alentejano.

A falta de técnicos e a não existência de articulação entre as várias entidades com responsabilidade na matéria em causa, foram as dificuldades identificadas pelo diretor da Segurança Social, na atividade desenvolvida ao nível do distrito de Portalegre com as crianças e jovens em risco.

Contudo, João Carlos Laranjo, diz que o problema mais grave está relacionado com a falta de respostas sociais adaptadas às necessidades das crianças, sobretudo ao nível da área da saúde mental.

As comissões de proteção de menores acompanharam no ano passado, 69.007 crianças e jovens em risco, mais 1.066 do que em 2011,segundo o relatório anual de avaliação.

Gabriel Nunes/Susana Mourato