foto1.pngfoto3.jpgfoto4.pngfoto6.jpg

 

 Rádio Portalegre A Mais Ouvida do Alentejo - 30 Anos ao Serviço da Região

Este Domingo, 20/10, assista a mais um Tarde Desportiva a partir das 14h00, com os relatos dos jogos:     SC Estrela - Eléctrico e FC Crato - Fronteirense, 1ª jornada da Liga F. Gil.

Portalegre: Protesto dos professores atrasa avaliações

O protesto dos professores está a adiar as reuniões de avaliação e a dificultar o fecho do ano lectivo. Na secundária de São Lourenço, em Portalegre, das nove reuniões marcadas para esta terça-feira realizou-se apenas uma.

Em declarações à Rádio Portalegre a diretora do Conselho Executivo da Escola de São Lourenço, Emília Pacheco, explicou que “as reuniões marcadas estão a ser adiadas dentro do prazo estabelecido de 48 horas, mas que as informações de que os professores vão continuar com a greve, levam a crer que o processo de avaliação não vai estar concluído até á data dos exames.”

Emília Pacheco diz no entanto que o facto das pautas de avaliação não serem fixadas “não irá provocar grandes alterações porque os alunos podem realizar os exames condicionalmente”.

A vice-presidente do Sindicato de Professores da Zona Sul (SPZS), Ana Simões explica que os sindicatos não tiveram alternativa em relação à escolha das datas do protesto porque “o projeto de mobilidade especial, que vai colocar milhares de professores no desemprego, foi apresentado em meados de maio”.

Para Ana Simões “quem está a fazer com os alunos fiquem ou não reféns não são os professores, é o Ministério da Educação e o Governo”.

As greves às reuniões em que são fixadas as notas finais dos alunos em anos de exames decorrem até 14 de Junho. Para dia 15 está convocada uma manifestação nacional de professores e para 17 uma greve geral que coincide com o dia do exame de Português do 12.º ano.

Carla Aguiã