foto1.pngfoto3.jpgfoto4.pngfoto6.jpg

 

 Rádio Portalegre A Mais Ouvida do Alentejo - 30 Anos ao Serviço da Região

Elvas:homem detido por injúrias ao Presidente da República condenado a 1.300 euros de multa

FotoO tribunal condenou a 200 dias de multa, à taxa de 6,50 euros por dia, o homem que foi detido no domingo em Elvas por injúrias ao Presidente da República.

Para o tribunal de Elvas, ficou provado que Carlos Costal, de 25 anos de idade, residente em Campo Maior, cometeu um crime de difamação.

Em declarações à Rádio Portalegre, Carlos Costal, admitiu que proferiu palavras de descontentamento face às medidas de austeridade aplicadas pelo Governo, mas que a intenção não era a de injuriar Cavaco Silva.

O individuo adiantou que vai recorrer da sentença aplicada pelo Tribunal de Elvas.

Carlos Costal foi detido, domingo, cerca das 18:15, quando o Presidente da República visitava os militares que estavam instalados na Mata do Emigrante, no centro daquela cidade alentejana, para participarem nas cerimónias oficiais do 10 de Junho.

Gabriel Nunes/Carla Aguiã