foto1.pngfoto3.jpgfoto4.pngfoto6.jpg

 

Rádio Portalegre - A Mais Ouvida do Alentejo

A RÁDIO QUE ESTÁ SEMPRE AO SEU LADO - WWW.RADIOPORTALEGRE.PT

Portalegre/Autárquicas 2017: Deputado do CDS-PP "ataca" as candidaturas do CLIP e da CDU, defendendo que a candidatura do CDS/PP é a única com propostas para o futuro da cidade (c/som)

Foto de Rádio Portalegre.

(Por Luís Filipe Alves/Susana Mourato) - O deputado do CDS-PP, João Rebelo deslocou-se a Portalegre, esta sexta-feira, para “atacar” as candidaturas do CLIP e da CDU à Câmara de Portalegre, nas eleições autárquicas do próximo dia 1 de outubro.

João Rebelo, que falava num jantar de campanha do CDS/PP, no Largo 28 de Janeiro, em Portalegre, acusou a atual presidente de Câmara e candidata pelo movimento independente CLIP, Adelaide Teixeira, de “não ter conseguido resolver os principais problemas da cidade, e de não conseguir explicar o seu falhanço na gestão autárquica”.

 

O deputado na Assembleia da República, deu ainda uma “alfinetada” na candidatura da CDU, liderada por Luís Pargana, acusando-o de “sustentar a maioria CLIP nos últimos 4 anos”.

João Rebelo sublinhou ainda que, ao contrário de outras candidaturas em Portalegre, que fazem “campanhas de manipulações e provocações”, a candidatura do CDS, liderada por Nuno Moniz tem feito uma campanha de seriedade, de debate de ideias com apresentação de propostas para o futuro da cidade e do concelho.

 

(João Rebelo, deputado do CDS na Assembleia da República)

 

O candidato do CDS à Câmara Municipal de Portalegre, Nuno Moniz, lamentou que as pessoas ligadas ao poder local, queiram passar uma “imagem maravilhosa da cidade”, quando a cidade de Portalegre está “endividada, parada, e com uma população quase deprimida”.

 

(Nuno Moniz, candidato do CDS à Câmara Municipal de Portalegre)

 

Nuno Moniz, afirmou ainda que o “principal inimigo” da sua candidatura não são os seus opositores, mas sim a falta de dinâmica, de oportunidades e de desenvolvimento da cidade.

O candidato democrata-cristão sublinhou que a candidatura CDS é formada essencialmente por independentes, ao contrário, “de outras candidaturas independentes que o povo sabe como se formaram”, justificando que nenhum dos seus elementos tem "vergonha de envergar o símbolo do partido".

O gestor de empresas disse ainda que a sua candidatura "já tem conseguido algumas vitórias” e tem esperança de conseguir votos para além do eleitorado tradicional do CDS.

 

(Nuno Moniz, candidato do CDS à Câmara Municipal de Portalegre)

 

O Jantar convívio do CDS decorreu sexta-feira, no Largo 28 de Janeiro, em Portalegre, onde estiveram presentes cerca de uma centena de pessoas, entre dos quais os candidatos do CDS aos concelhos do distrito e o secretário-geral do partido, Pedro Morais Soares.