foto1.pngfoto3.jpgfoto4.pngfoto6.jpg

 

Rádio Portalegre - A Mais Ouvida do Alentejo

A RÁDIO QUE ESTÁ SEMPRE AO SEU LADO - WWW.RADIOPORTALEGRE.PT

Marvão:PS admite "descontentamento" com nomeação de Vítor Frutuoso para Chefe de Gabinete do Presidente da Câmara

Foto de Rádio Portalegre.

(Por Gabriel Nunes) - O PS de Marvão admitiu, hoje, ter manifestado “descontentamento” com a nomeação de Vítor Frutuoso para Chefe de Gabinete do Presidente da Câmara, Luís Vitorino (PSD), mas argumenta que “a viabilização do orçamento camarário não está dependente da sua demissão e que não será esta decisão que vai criar uma solução de governo em Marvão”.

 

Em comunicado o PS refere que “a designação do Chefe de Gabinete do Presidente foi um ponto que afastou, desde a primeira hora, todas as forças políticas na Câmara”, acrescentando “não poder aceitar, na sua visão para o concelho, que a primeira medida do atual presidente fosse a designação do seu antecessor para chefe de gabinete”.

Para os socialistas “esta medida foi inconcebível e onerava a autarquia como se de um vereador se tratasse”.

No mesmo comunicado o PS menciona que o descontentamento com esta designação foi também manifestado nas negociações em torno do Orçamento de 2018, sublinhando que o descontentamento agravou-se ainda quando se percebeu que a proposta de orçamento que foi apresentada em tudo se assemelhava com as propostas dos anos anteriores.

Os socialistas defendem que a “reversão da designação do Chefe de Gabinete é um primeiro passo na mudança de estratégia, que os Marvanenses ambicionaram nas urnas”.

Este comunicado foi enviado à redação da Rádio Portalegre, um dia depois do presidente da Câmara de Marvão, Luís Vitorino, ter afirmado que a demissão do seu Chefe de Gabinete, Vítor Frutuoso, foi uma condição imposta pelo PS para viabilizar “uma possível solução de governo em Marvão”.

Também em comunicado o presidente da Câmara de Marvão, esclareceu que foi Vítor Frutuoso que pediu a demissão, alegando “não ter condições para exercer o cargo”, depois de ter conhecimento da condição imposta pelo PS.

Luís Vitorino acrescenta que Vítor Frutuoso argumentou que, neste contexto, “o mais importante seria encontrar soluções para governar o concelho e que, de forma alguma, aceitaria ser um obstáculo nesse objetivo”.

O PSD ganhou a Câmara de Marvão nas últimas autárquicas sem maioria absoluta e o PS foi o partido mais votado para a Assembleia Municipal.