foto5.png

Portalegre:Presidente da ULSNA desvaloriza episódio de falta de médico na triagem da Urgência do hospital

Foto de Rádio Portalegre.

(Por Carla Aguiã) - O presidente do Conselho de Administração da Unidade Local de Saúde do Norte Alentejano (ULSNA), João Moura Reis, desvalorizou a falta de médicos na triagem do serviço de urgência do hospital de Portalegre no último domingo.

Moura Reis começa por dizer que a ULSNA “está muito dependente” de médicos prestadores de serviços, acrescentando que o episódio verificado no último dia de 2017 se deve a uma falha da empresa de trabalho temporário responsável pela colocação dos profissionais no serviço de urgência.

A reportagem da Sic revela que a urgência do hospital de Portalegre esteve durante 4h:30m sem médico de triagem.

Em declarações à rádio Portalegre, Moura Reis assegura que o problema foi resolvido, em pouco tempo, pelos médicos do próprio serviço.

À frente do Conselho de Administração da ULSNA há oito meses, João Moura Reis, aponta a integração e a celeridade dos serviços como os principais objetivos para 2018.

Segundo o administrador, os cuidados de saúde primários, hospitalares, continuados e paliativos, “não podem funcionar de forma estanque” e devem “agilizar procedimentos para melhor responder às necessidades dos utentes”.

Para Moura Reis a interligação e maior rapidez de resposta dos serviços vai permitir uma diminuição do afluxo de doentes ao serviço de urgência.

João Moura Reis revelou ainda que, a partir desta terça-feira, há uma dezena de novos médicos internos a prestar serviço na ULSNA, cinco do ano comum e outros tantos de especialidade.