foto5.png

Portalegre:Casos de gripe "estacionários" na área de atuação da ULSNA

Foto de Rádio Portalegre.(Por Gabriel Nunes) - A Unidade Local de Saúde do Norte Alentejano (ULSNA) anunciou, hoje, que os casos de gripe na sua área de atuação estão “estacionários”, sublinhando que “o Plano de Contingência da Gripe continua ativo”.

Numa nota enviada à redação da Rádio Portalegre, a ULSNA refere que “dos utentes registados até ao último domingo, apenas 5 por cento dos episódios que deram entrada nas Urgências de Portalegre, Elvas e Ponte de Sor e nas consultas dos Centros de Saúde do distrito, apresentaram patologia de gripe”.

 

Na mesma nota a ULSNA acrescenta ter-se registado, nos últimos dias, um aumento ligeiro das consultas de recurso em Portalegre, uma diminuição dos episódios nas Urgências do Hospital de Portalegre e, ao invés, mas sem expressão significativa, um ligeiro aumento da procura das Urgências do Hospital de Elvas”.

Ora, a delegada de saúde pública de Portalegre, Margarida Silva, afirma que é expectável que o pico da gripe ocorra na próxima semana, e reitera a importância da vacinação.

Margarida Silva revelou ainda que a taxa de vacinação contra a gripe no distrito de Portalegre é já na ordem dos 84 por cento.

A mesma responsável alertou para o perigo de contágio nas idas “desnecessárias” aos serviços de saúde e aconselhou a utilização da linha de saúde 24.

A Direção Geral da Saúde além de recomendar a vacina contra a gripe aconselha ainda a população a proteger-se do frio, mantendo o corpo quente, através do uso através do uso de luvas, cachecol, calçado e roupa quente e utilizando várias camadas de roupa.

Também é recomendada a ingestão de líquidos e sopas para manter o corpo hidratado.

Nas casas, a recomendação é que estas se mantenham quentes, alertando para a necessidade de verificar "e os equipamentos de aquecimento estão em condições de ser usados.

Nos casos de lareiras, braseiras, salamandras ou equipamentos de aquecimento a gás, é preciso ventilar as divisões da casa, uma vez que a acumulação de gases pode causar intoxicação ou morte.