foto1.pngfoto3.jpgfoto4.pngfoto6.jpg

 Rádio Portalegre a Sua Rádio 

Rádio Portalegre a Mais Ouvida do Alentejo


 

Chuvas fazem disparar níveis de armazenamento das albufeiras do Maranhão e Montargil para perto dos 70 por cento

Foto de Rádio Portalegre.

(Por Gabriel Nunes) - As albufeiras do Maranhão, em Avis, e Montargil, em Ponte de Sor, já dispõem de água suficiente para assegurar a próxima campanha de rega “sem limitações”.

De acordo com José Núncio, da Associação de Regantes do Vale do Sorraia, a albufeira do Maranhão está com 65 por cento da sua capacidade e a de Montargil já atingiu os 69 por cento.

 

Antes das chuvas, que começaram a cair no início deste mês de março, as reservas hídricas, sobretudo da albufeira do Maranhão, com 20 por cento, e de Montargil com 50 por cento, só asseguravam 40 por cento das necessidades para uma campanha de rega normal.

Quanto à albufeira do Caia está com 33 por cento da capacidade de armazenamento, o equivalente a 70 milhões de metros cúbicos de água.

Segundo o gestor da Associação de Beneficiários do Caia, Aristides Chinita, desde o início de março entraram na maior albufeira do distrito de Portalegre 33 milhões de metros cúbicos de água.

Aristides Chinita explicou que para assegurar em pleno a próxima campanha de rega são precisos mais 10 milhões de metros cúbicos de água.

O mesmo responsável indicou que em 2017, por esta altura do ano, a albufeira do Caia tinha armazenados mais 15 milhões cúbicos do que tem atualmente.

A albufeira do Caia, a maior do distrito de Portalegre, com capacidade para armazenar 203 milhões de metros cúbicos de água, (capacidade útil 192 milhões) serve os concelhos de Elvas, Campo Maior, Arronches e Monforte.