foto5.png

Portalegre:Falta de qualidade das refeições escolares servidas por privados leva Câmara a entregar o serviço às IPSS

Foto de Rádio Portalegre.

(Por Gabriel Nunes/Susana Mourato) - A falta de qualidade das refeições escolares servidas por empresas privadas nos jardins de infância e escolas do 1º Ciclo do concelho de Portalegre levou a Câmara Municipal a entregar o serviço às Instituições Particulares de Solidariedade Social.

 

Em declarações à Rádio Portalegre, o vereador com o pelouro da Educação, Luís Pargana sublinhou que nos últimos anos assistiu-se a “uma degradação da qualidade das refeições escolares”, desde que a gestão dos refeitórios das escolas passou a ser privada.

O autarca admitiu que a falta de qualidade das refeições era “muito difícil de ser controlada”, quer pela Câmara, que era a entidade que contratualizava o serviço, quer por parte das direções dos agrupamentos, e nesse sentido era necessária “uma medida drástica” para resolver o problema.

O fornecimento das refeições escolares, em algumas freguesias do concelho de Portalegre, começou a ser assegurado por IPSS, desde a última segunda feira.

Em Fortios foi entregue à Associação de Amigos da terceira Idade de Fortios, enquanto em Reguengo, na Urra e em Caia, ao Centro Social e Paroquial de São Tiago, enquanto em Alegrete cabe à Santa Casa da Misericórdia local e na Alagoa à Casa do Povo.

Na cidade de Portalegre perspetiva-se que esta medida esteja implementada até ao final de abril no jardim de infância e escola do 1º Ciclo do Atalaião, generalizando-se a todo o concelho no inicio do próximo ano letivo.