foto1.pngfoto3.jpgfoto4.pngfoto6.jpg

 Rádio Portalegre a Sua Rádio 

Rádio Portalegre a Mais Ouvida do Alentejo


 

Portalegre:Greve dos médicos com adesão de 93% - Sindicato

Foto de Rádio Portalegre.

O Sindicato Independente dos Médicos (SIM) considera que o número de médicos em greve no Alto Alentejo é “excelente”. Em declarações à Rádio Portalegre o dirigente do SIM, Armindo Ribeiro, avança que no segundo dia de greve, que se cumpre esta quarta-feira, a média de adesão na Unidade Local de Saúde do Norte Alentejano (ULSNA) é de 93 por cento.

 

Blocos operatórios fechados e uma redução de 80 por cento no número de consultas dadas são os principais efeitos da greve dos médicos nos hospitais e centros de saúde do distrito de Portalegre.

Para Armindo Ribeiro os números refletem a “insatisfação dos profissionais de saúde perante esta politica de empobrecimento do Serviço Nacional de Saúde (SNS).

Os números da adesão à greve dos médicos avançados pela Unidade Local de Saúde do Norte Alentejano ficam muito abaixo dos indicados pelo SIM.

De acordo com o responsável pelo gabinete de comunicação da ULSNA a adesão à greve nos hospitais e centros de saúde do distrito de Portalegre é de 21 por cento.

Os sindicatos reclamam a redução do trabalho suplementar, diminuição progressiva até 12 horas semanais de trabalho em urgência, bem como a diminuição gradual das listas de utentes dos clínicos de família de 1900 para 1500.

A greve dos médicos prolonga-se até quinta feira.

Carla Aguiã