foto1.pngfoto3.jpgfoto4.pngfoto6.jpg

 

Rádio Portalegre - A Mais Ouvida do Alentejo

A RÁDIO QUE ESTÁ SEMPRE AO SEU LADO - WWW.RADIOPORTALEGRE.PT

Portalege:Diretor da ESAE diz que baixo preço da água para a agricultura leva à sua utilização em excesso, presidente da Associação de Agricultores discorda

Foto de Rádio Portalegre.

(Por Gabriel Nunes) - O professor e diretor da Escola Superior Agrária de Elvas(ESAE), José Manuel Rato Nunes, afirmou, está quinta feira, que "em Portugal assiste-se atualmente a uma sobreirrigação" das culturas porque "o preço da água é efetivamente baixo para a agricultura".

 

 

Rato Nunes que falava em Portalegre num debate sobre "A Água-Fator de Desenvolvimento do Alto Alentejo", apontou como exemplos da utilização de excesso de água gastarem-se, por hectare, 14 mil metros cúbicos de água em milho de regadio para fazer grão, ou 12 mil metros cúbicos para regar olival super intensivo.

O dirigente alertou não haver necessidade da utilização destas quantidades de água que "levam a fenómenos de erosão e degradação dos solos".

A concluir, reafirmou que a utilização da água em excesso deve-se "ao baixo preço para a agricultura", mas também a "maus critérios técnicos".

Confrontada com esta questão a presidente da Associação de Agricultores do Distrito de Portalegre, Fermelinda Carvalho, disse discordar que o preço da água seja baixo para a agricultura.

Fermelinda Carvalho argumentou que, independentemente do preço da água, e mesmo que fosse baixo, quanto mais água os agricultores gastassem mais tinham que pagar.

A dirigente admitiu que pode haver desperdício de água pelo facto dos sistemas de rega utilizados não serem os mais eficientes.

O debate que decorreu no auditório da Escola Superior de Educação e Ciências Sociais, foi promovido pela Concelhia do PS de Portalegre.