foto1.pngfoto3.jpgfoto4.pngfoto6.jpg

 

Rádio Portalegre - A Mais Ouvida do Alentejo

A RÁDIO QUE ESTÁ SEMPRE AO SEU LADO - WWW.RADIOPORTALEGRE.PT

Bombeiros de Ponte de Sor impedidos de aceder às suas receitas por dividas relacionadas com pagamento de portagens

Foto de Rádio Portalegre.

(Por Gabriel Nunes) - Os Bombeiros de Ponte de Sor estão impedidos de aceder às suas receitas, por dívidas ao fisco relacionadas com o pagamento de portagens de um veículo de combate a incêndios.

 

O caricato desta situação é que os veículos da proteção civil, bombeiros e ambulâncias, estão isentos do pagamento de portagens nas autoestradas.

A divida em causa é referente a um veículo de combate a incêndios enviado a pedido da Autoridade Nacional de Proteção Civil para combater fogos na zona de Viana do Castelo em 2013.

A 25 de agosto de 2013 o veículo efetuou um trajeto na A28, que sendo devido, teria um custo de 6,5 euros.

Em declarações à Rádio Portalegre, o presidente da direção dos Bombeiros de Ponte de Sor, Manuel Marçal, referiu que “mesmo verificando pelo registo fotográfico que se tratava de um veículo de bombeiros, a concessionária, VIA LIVRE, enviou para cobrança coerciva a utilização da autoestrada, implicando que neste momento os 6,5 euros correspondem a um pagamento de 156,89 euros”.

Questionado porque é que a associação não paga, uma vez que não se trata de um montante significativo, Manuel Marçal defendeu que “a associação não tem que estar a despender dinheiro que não é devido”.

O dirigente lembrou que num outro processo idêntico, envolvendo uma ambulância de socorro dos bombeiros de Ponte de Sor, que em 2013 utilizou cinco vezes a A23, a associação pagou de forma coerciva quase 1.300 euros e apesar de já lhe ter sido dada razão o valor ainda nãos lhe foi restituído.