foto1.pngfoto3.jpgfoto4.pngfoto6.jpg

 

Rádio Portalegre - A Mais Ouvida do Alentejo

A RÁDIO QUE ESTÁ SEMPRE AO SEU LADO - WWW.RADIOPORTALEGRE.PT

Portalegre:PCP diz que a contratação de seis enfermeiros pela ULSNA "é menos que pouco...é nada"

Foto de Rádio Portalegre.

(Por Gabriel Nunes) - O PCP de Portalegre diz que a autorização de contratação de seis enfermeiros para a Unidade Local de Saúde do Norte Alentejano (ULSNA) “é menos que pouco…é nada”.

 

Em comunicado enviado à Rádio Portalegre os comunistas consideram “inadmissível” que os ministérios da Saúde e das Finanças não tenham dado ainda autorização para colocar em funções os 25 enfermeiros do concurso aberto em novembro de 2017 e já concluído.

A ULSNA anunciou, segunda feira, a contratação de seis novos enfermeiros com contrato por tempo indeterminado para desempenharem funções nos hospitais de Portalegre e de Elvas.

Para o PCP “em condições normais seria uma boa noticia”, contudo os comunistas alertam que a situação que se vive nos estabelecimentos de saúde da USLNA “é tudo menos normal com os serviços em fase de pré rutura, com os profissionais e técnicos de saúde extenuados e impossibilitados de darem a resposta que os utentes necessitam e os trabalhadores da saúde podem garantir”.

No mesmo comunicado o PCP refere que “é por demais sabido e sistematicamente denunciado que faltam 150 enfermeiros na ULSNA”, acrescentando que “havendo o risco real de vários serviços poderem entrar em rutura esta decisão absurda só pode ser entendida como provocação aos doentes, aos profissionais de saúde, e ao Alto Alentejo”.

A concluir o PCP exige do Governo “a rápida reparação da situação vivida e, no mínimo, a contratação dos 25 enfermeiros que integram o concurso já concluído e cuja concretização só carece de autorização da Tutela”.