417438343 776016887880193 3642391574388122041 N

Agricultores em protesto no Caia (Elvas) ameaçam avançar para Lisboa

Os agricultores portugueses em protesto, esta quinta feira, no Caia, em Elvas, ameaçam avançar para Lisboa. João Dias Coutinho, do Movimento Civil de Agricultores deixou a promessa de rumarem à capital portuguesa se o Governo não vier falar com os agricultores.

João Dias Coutinho adiantou terem a garantia de que os agricultores espanhóis vão avançar para o fecho das fronteiras com Portugal, pelo que a ação dos agricultores portugueses nas fronteiras deixa de fazer sentido.

O protesto dos agricultores, para reivindicar melhores rendimentos, iniciado durante a madrugada desta quinta feira, provocou o bloqueio das fronteiras do Caia, em Elvas, e Galegos, em Marvão, no distrito de Portalegre.

Ainda no Alentejo, foram bloqueadas as fronteiras de Mourão, em Évora e Vila Verde de Ficalho, em Serpa, no distrito de Beja.

Em declarações à Rádio Portalegre, António Saldanha, do Movimento Civil pela Agricultura, promotor dos protestos, disse que só o Governo é que pode parar este protesto, asseverando que os agricultores não vão desarmar enquanto as suas reivindicações não forem satisfeitas.

Os protestos organizados pelo Movimento Civil pela Agricultura, visam exigir ao Governo medidas imediatas, como um suplemento para agricultores jovens, apoios à produção, redução de impostos no gasóleo colorido ou promoção do pastoreio através do aumento do valor dos animais em regime extensivo em relação aos estabulados, bem como a renegociação do Plano Estratégico da Política Agrícola Comum (PAC).

Foto: Tractomoz