Nabeiro 1

Rui Nabeiro: Legado imortal

Um ano após a morte de Rui Nabeiro, esta terça feira, dia 19 de março, os campomaiorenses reuniram-se junto à estátua do fundador da Delta Cafés, no centro da vila de Campo Maior, para uma homenagem emotiva, que recordou essencialmente os valores pelos quais o empresário pautou a sua vida.

A abrir a cerimónia foi descerrada uma das frases simbólicas de Rui Nabeiro “Se todos quiséssemos o mundo seria extraordinário”.

Perante a comunidade campomairense, João Manuel Nabeiro, presidente do Conselho de Administração do Grupo Nabeiro – Delta Cafés, começou por expressar  “gratidão” pela multidão que se juntou à homenagem, “testemunho do impacto” que Rui Nabeiro teve em tantas vidas e da comunidade unida que ajudou a construir”.

João Manuel Nabeiro disse ainda que a estátua do seu pai, deve ser olhada como “um memorial da sua passagem por este mundo e um farol que nos guia em direção à generosidade, compaixão e amor pelo próximo”.

Por seu turno, o presidente da Câmara de Campo Maior, Luís Rosinha, destacou as características que tornaram Rui Nabeiro “uma pessoa única” com um espírito visionário e empreendedor, que mostrou o caminho à sua geração, transformando Campo Maior num exemplo para o país”.

Luís Rosinha lembrou ainda que Rui Nabeiro foi o primeiro presidente de Câmara eleito democraticamente em Campo Maior e um homem que dedicou a vida à sua comunidade, numa esquecendo as suas raízes, uma vida que importa celebrar e manter presente na memória coletiva das novas gerações.

Após a homenagem e deposição de flores, junto à estátua do Comendador, seguiu-se uma missa na Igreja Matriz de Campo Maior.